20 março 2012

Eu faria qualquer coisa se isso fizesse você voltar.


Não gosto de ficar olhando para traz pensando no que poderia ter feito de diferente para que hoje pudéssemos ainda estar juntos, mas hoje é impossível não querer fazer uma rápida retrospectiva no passado, talvez acompanhada de uma garrafa de vodka para ajudar a anestesiar a dor enquanto deixo me levar para mais uma noite em claro... Com você no pensamento.
Não quero te culpar por este fim sei que tenho a minha parte de culpa nisso tudo. Estou tentando continuar a vida mais sem você está tão difícil. Nunca me imaginei vivendo sem você, não sei o que fazer agora. Você não vai me ajudar a fazer o itinerário da semana definir as metas do próximo mês. Talvez a culpa da sua partida seja dessa mania de achar que posso ter o controle de tudo o que está a minha volta. Ver-me agora sem poder definir o que fazer da minha vida me assusta.
Lembra daquela vez que fomos mergulhar com os peixes, parecia que a felicidade iria ser eterna as duas coisas que eu mais gostava de fazer juntas, mergulhar e passar o dia com o meu amor. Você dando maior força dizendo: “-você tem que fazer seu curso de oceanografia viu como você leva jeito com as coisas do fundo do mar”. Ah! Por que não consegui ter esse mesmo jeito descontraído para lidar com o que sentia por você. Deixe-me dominar pelo ciúme.
Mas está na hora de deixar a bebida só para os fim de semanas, e tentar se reerguer novamente, afinal não é assim que as flores nascem suas sementes são lançadas num buraco ficam ali por um tempo crescendo preparando-se para mais tarde na primavera florescer.

19/03 entre 0h: 00min e 2h: 30min

Um comentário:

  1. Se vale a pena, é preciso lutar para ter a felicidade volta.Beijos.

    ResponderExcluir